Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

CÂMBIOS

HISTÓRIA DOS CÂMBIOS DE BIKE

No inicio do século XX as primeiras trocas de marcha eram realizadas invertendo a roda traseira, tendo apenas duas opções o que pra época já era um grande avanço.

Antes mesmo de Tullio Campagnolo fundar sua empresa, ele viu que as porcas que prendem a roda tornavam a tarefa de invertê-la mais trabalhosa, foi ai que ele projetou a primeira blocagem de roda, o que agilizava muito a troca

Em 1927 na Itália surge o câmbio Vittoria Margherita, onde já não precisava inverter a roda para fazer a troca de marchas, era necessário pedalar para traz até a marcha entrar após isso voltava a pedalar normalmente

Em 1928 na França é lançado o câmbio Simplex que era baseado em um sistema de polia única sem dentes e já utilizava cabo para puxar sem a necessidade de pedalar para trás

Em 1946 a Campagnolo lança o Câmbio Corsa que era composto por duas hastes, a primeira haste servia para abrir a blocagem da roda deixando o eixo se movimentar para manter a corrente tensionada, e a segunda haste movimentava a corrente para a escolha da marcha, apenas uma pedalada para trás a corrente já encaixava no pinhão, após movimenta a primeira haste para travar a blocagem novamente

Já em 1951 chega o Campagnolo Gran Sport que usava o mecanismo de um paralelogramo, que é utilizado até hoje. No inicio ele usava duas polias lisas, pouco tempo depois adotaram as polias dentadas como as atuais.

As trocas indexadas chegam em 1984 quando a Shimano lança o SIS (Shimano Index System), que permite trocas mais precisas onde cada posição da alavanca de marcha corresponde a um pinhão

Em 1999 a Mavic lança um sistema de câmbios eletrônicos sem fio chamado Mektronic, o maior problema desse sistema era a vedação, pois entrava água e já não funcionava mais, o que foi um fator para que não tivesse sucesso

Tanto a Shimano quanto a Campagnolo trabalhavam desde os anos 90 no desenvolvimento de câmbios eletrônicos, mas esbarravam no problema da vedação, ambas as empresas lançaram alguns modelos no mercado uns 100% eletrônico e alguns eletromecânicos. Mas em 2016 a marca Sram lança um grupo eletrônico sem cabos, apresentando uma vantagem sobre a concorrência.

 

                    

_________________________________________________________________________________________________________________
 
COMO TROCAS AS MARCAS

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a história dos câmbios de bicicleta vamos passar algumas dicas importantes para aproveitar ao máximo e com segurança a sua pedalada.

Muitos ciclistas iniciantes aprendem da pior forma que é necessário trocar as marchas com antecedência em algumas situações, vamos usar como exemplo quando se chega em uma subida, se você tentar colocar uma marcha mais leve e ela não entrar não é um problema da bike ou do sistema de câmbios, as trocas de forma mais leve encaixam mais rápido, quando é colocado muita força no sistema a corrente fica com mais tensão impossibilitando a troca podendo até estourar a corrente

Existem algumas combinações de marchas que se deve evitar para não forçar todo o mecanismo, vamos usar uma relação de 24 marchas como exemplo, se você colocar a 3 na frente e a 1 atrás a corrente ficara muito esticada e torcida, essa posição força todo o sistema exercendo uma pressão lateral na corrente que ela não foi projetada para suportar resultando em um desgaste prematuro em toda a relação. Evite combinações como 1-7, 1-8, 3-1 e 3-2, que essas são as combinações mais extremas

Os câmbios possibilitam trocar mais de uma marcha por vez, mas recomendamos que troque duas por vez atrás no máximo e na frente passe uma por uma, pois a corrente pode enroscar ou até cair das coroas

_________________________________________________________________________________________________________________

DICAS AMA ESPORTE SHOP

Os câmbios são as peças mais sensíveis da bike e merecem atenção, pois sofrem desgaste e podem acabar prejudicando o desempenho.

Manter o câmbio limpo e lubrificado ajuda a conserva-lo por mais tempo, não deixe acumular sujeira e utilize lubrificantes próprios para bicicletas como Algoo e Finish Line.

Se o câmbio apresentar folga isso prejudicara na troca de marchas, nesses casos busque um mecânico qualificado para auxiliar no que for preciso.

 

Caso ainda tenha dúvidas utilize algum dos nossos canais de contato (Chat, WhatsApp, E-mail) que nossa equipe estará pronta para lhe atender